Vitralizado

Posts com a tag Matt Fraction

HQ

Hawkeye: o curta inspirado nos quadrinhos de Matt Fraction e David Aja com o Gavião Arqueiro

Vi hoje lá no Comic Book Resources: produziram um curta inspirado nos quadrinhos do Matt Fraction e do David Aja com o Gavião Arqueiro. Nada muito elaborado, mas divertido e inspirado como o já clássico gibi produzido pela dupla – que está sendo republicado em encadernados caprichados e baratos da Panini, vale bastante a pena, viu? Enfim, cá entre nós? Não que seja muito difícil, mas o curta é melhor que qualquer coisa já filmada pelo Zack Snyder – e acho que isso é tudo o que tenho a dizer sobre o universo cinematográfico da DC no cinema. Dá o play, vale a pena:

HQ

A edição final de Gavião Arqueiro sob o comando de Matt Fraction e David Aja

No final do ano passado eu escrevi sobre o encerramento da série do Gavião Arqueiro roteirizada pelo Matt Fraction e ilustrada pelo David Aja, com cores do Matt Hollingsworth e algumas edições desenhadas pelo Francesco Francavilla – caramba, que equipe criativa é essa? Depois de muito atraso finalmente saiu a última edição da revista. O número 22 chegou hoje às lojas de quadrinhos dos Estados Unidos e o David Aja comentou o lançamento da HQ lá no blog dele, o Lielson que me mostrou (valeu!). Como sempre faz a cada edição lançada, o artista montou uma playlist com a trilha sonora não oficial da obra. Reproduzo a trilha montada pelo Aja como homenagem ao encerramento da série, desde já um dos grandes clássicos da Marvel.

HQ

Matt Fraction comenta Sex Criminals e Gavião Arqueiro no Late Night com Seth Meyers

O Matt Fraction é um dos melhores autores de quadrinhos vivos. Ele escreveu o que pode ser considerado o arco de histórias definitivo do Gavião Arqueiro e é um dos criadores de Sex Criminals, uma das mais originais e criativas histórias em quadrinhos surgidas nas últimas décadas. O quadrinista esteve no programa do Seth Meyers e comentou um pouco desses dois trabalhos mais recentes. Atualizo o post quando a entrevista aparecer na íntegra online, mas já colocaram um trechinho no Youtube. Aê! colocaram a íntegra do bloco com o Fraction. Saca só:

HQ / Retrospectiva 2014

Top 10 Vitralizado 2014: Sex Criminals, Saga – Volume 3 e Image

Li quadrinho pra caramba em 2014. Já comentei por aqui sobre algumas das minhas edições brasileiras preferidas no ano, mas a maior parte do que li veio de fora e continua inédito no Brasil. Espero que trabalhos como Andre The Giant: Life and Legend e This One Summer não demorem pra sair por aqui. Os novos títulos da MillarWorld do Mark Millar também precisam ser publicados logo em português. Starlight e Jupiter’s Legacy são dois dos melhores trabalhos do escritor escocês. Já falei de Miracleman e achei sensacional a edição nacional da Panini, a revista em português ficou bonita pra caramba e não deve em nada à original.

Depois lembrarei de mais um monte de quadrinho foda que li e deveria ter comentado, mas vou logo ao ponto: pelo terceiro ano seguido a Image é destaque nas restrospectivas de final de ano aqui do blog. Em 2012 comentei do lançamento de Saga e da nova mentalidade da editora de Todd McFarlane e em 2013 falei sobre o segundo arco de histórias da série de Brian K. Vaughan. Sobre Saga, adianto que só melhora. A série finalmente começou a sair em português, ganhou um encadernado classudo com suas 18 primeiras edições e deve levar mais um monte de prêmio ano que vem. Não vai demorar pra entrar na lista de melhores obras de ficção científica e fantasia de todos os tempos considerando tudo já feito em TV, cinema, livro, rádio, hq e tudo mais. Talvez seja a obra-prima do cara que escreveu Y: O Último Homem – a obra-prima original e agora apenas a primeira das duas.

SexCriminals

E aí a Image também lança Sex Criminals. Caramba, que série é essa? Até pouco tempo o Matt Fraction era “o autor maluco pirando nas histórias do Gavião Arqueiro”. Agora ele é o roteirista da história em quadrinho sobre o casal com o dom de parar o tempo sempre que chega a um orgasmo. Se ele conseguiu fazer tudo que fez na Marvel, imagina numa editora de princípios quase independentes como a Image? Os desenhos de Chip Zdarsky, as cores e a seção de cartas tornam tudo ainda mais incrível – e falando em seção de cartas, taí um quesito que Fraction e Zdarsky conseguiram bater Saga.

Foram dois dos meus títulos preferidos e ambos ainda estão apenas no começo. Nem o Episódio 7 de Guerra nas Estrelas eu aguardo tanto em 2015 quanto as próximas edições dessas duas hqs.

HQ

As paredes em quadrinhos da casa de Matt Fraction

Ei, você, fã de quadrinho em busca de uma decoração diferente pra sua casa. Roteirista de Hawkeye e Sex Criminals e um dos destaques da indústria norte-americana de gibis em 2014, o quadrinista Matt Fraction tem a solução. Ele lotou o corredor de sua casa com quadros em branco e está convidando alguns colegas pra ilustrarem as paredes. Claro, você precisa ter bons amigos desenhistas igual ele pra ter um corredor no mesmo naipe. A brincadeira tá só no começo, mas dá pra imaginar como vai ficar foda quanto estiver um pouco mais cheia. Tirei as fotos lá do tumblr do Bendis e alguns dos desenhistas já nas paredes são Matt Wagner, Skottie Young, Tony Moore e Matthew Clarke.

(Atualizado: tá aqui o papel de parede que eles utilizaram, moleza de comprar. Como já tinha dito, agora é encontrar os amigos desenhistas)

Corredor1

Corredor2

Corredor3

Corredor4

Corredor5

Corredor6

Corredor7

HQ / Marvel

O fim do Gavião Arqueiro de Matt Fraction e as histórias definitivas de alguns personagens da Marvel

Eu ia chamar esse post de “Todas as capas do Gavião Arqueiro de Matt Fraction”, mas fiz as contas e percebi que o autor da montagem aqui em cima esqueceu dos números 10 e 12 da série – as únicas não desenhadas pelo David Aja, mas pelo Francesco Francavilla. Daí o nome da imagem é: “Todas as capas de Gavião Negro assinadas por David Aja”. Enquanto prestava atenção nessas ilustrações lembrei o quanto gosto dessa série e fiquei triste por seu fim. Ela acaba no número 22 e já tá na história como, por enquanto, a revista definitiva do Gavião Arqueiro. Dei uma pesquisada e vi que no Brasil o gibi sai em Capitão América & Gavião Arqueiro, não sei em que ponto a publicação tá.

Ninguém nunca deu bola pro Gavião Arqueiro. O cara começou como inimigo dos Vingadores, entrou pra equipe e foi pro cinema na versão cinematográfica da Marvel. Gosto muito de quadrinhos e da Marvel, mas não me considero nenhuma enciclopédia ambulante da editora, mesmo assim, acho que dá pra dizer que o personagem nunca tinha tido uma história solo memorável até ele ser entregue a Matt Fraction. A série começou em 2012 e mostra o cotidiano de Clint Barton fora dos Vingadores. O cara mora no subúrbio de Nova York e fica por conta de tomar conta da vizinhança onde mora. Coisa como ajudar a galera a se proteger da chegada de um furacão e encarar uma gangue russa que opera na região.

GA2

Ao longo das 19 edições publicadas até agora, os roteiros de Fraction e a arte de Aja contaram histórias com as narrativas mais diversas. Em uma delas, uma aventura é apresentada sob o ponto de vista do cachorro do herói e outra com os diálogos exclusivamente na linguagem dos sinais. Massa demais. O Francesco Francavilla é o desenhista quebra-quebra de algumas edições e as cores do sempre fenomenal Matt Hollingsworth – o mesmo responsável pela colorização do Demolidor e de Alias do Brian Bendis e do Capitão América do Ed Brubaker. Clássico. Melhor impossível.

Daí também parei pra pensar como recentemente tem saído sequências de histórias que considero definitivas para alguns personagens. Não consigo imaginar para o Homem-Aranha e pro Quarteto Fantástico nada melhor que as séries publicadas nos anos 60, trabalhos assinados por pessoas como Stan Lee, Jack Kirby e Steve Ditko. Também considero insuperável a passagem de Chris Claremont e John Byrne pelos X-Men, apesar dos arcos recentes fenomenais com Grant Morrison e Joss Whedon. No entanto, a história perfeita dos Vingadores é do Mark Millar em Ultimates, lançado em 2002. As melhores histórias do Capitão América foram publicadas entre 2004 e 2012, com os roteiros do Ed Brubaker. Pode ser um sacrilégio para alguns, mas o Demolidor do Brian Bendis é melhor que o do Frank Miller. E o Gavião Arqueiro do Matt Fraction não tem igual nos cinquenta anos do personagem.

GA3

Passada a crise imensa pela qual a Marvel passou nos anos 90 e a segurança financeira que os filmes dão pra editora, a Marvel tem se permitido ousar mais do que nunca. É uma pena Gavião Arqueiro chegar ao fim, por mim seria daquelas séries que duram anos e anos. Só gosto de pensar que o verdadeiro potencial da editora apenas começou a ser explorado, também nos quadrinhos e não só no cinema.

PS: em breve volto pra falar mais exclusivamente do Matt Fraction. Esse é outro que também acho que apenas começou a ter seu potencial criativo plenamente explorado. Gavião Arqueiro é demais, mas Sex Criminals…sério, acho que é a única série atualmente que chegou perto de competir com Saga no meu coração. E também preciso falar sobre Saga né? Guenta aí que já volto.

GA4