Vitralizado

Posts por data janeiro 2013

HQ

Concurso Ramona Flowers

Tá rolando lá no tumblr do Brian Lee O’Malley um concurso de desenhos da Ramona Flowers, a namorada do Scott Pilgrim. Só mandar uma ilustração respeitando as regras criadas pelo autor:

1. Draw Ramona Flowers in your own style (ie don’t copy “scott pilgrim style”, but if your style is similar, that’s fine)

2. Put her in an outfit of your own invention (ie not one from the books or movie; it can be real-life clothes; it doesn’t have to be completely made-up; you just have to put her in something I haven’t seen her in before)

3. (OPTIONAL) Give her a unique hairstyle!

4. BUT… she has to be recognizable as Ramona Flowers! If I don’t recognize her, you will be disqualified!! (tips: her choker, star bag, goggles, her general sense of style, etc

5. Draw it, put it on your tumblr, tag it! TAG: #RamonaStyle

Ainda tá rolando e tem mais um monte aqui.

Cinema / Matérias

Django Livre

Matéria minha com o Jairo e arte lindona do Farrel no Divirta-se de hoje (18/1). Só clicar nas imagens pra ver o pdf.

Futuro Clássico

Escravos sem camisa, descalços e acorrentados pela perna são guiados por dois caipiras brancos no interior do Texas. Quentin Tarantino inicia Django Livre em 1858, três anos antes da Guerra Civil americana – que acaba com a abolição da escravatura, em 1865.

O grupo é abordado por um caçador de recompensas (Cristopher Waltz) que compra Django (Jammie Fox) e trata um acordo com sua nova posse: a liberdade, 75 dólares e um cavalo em troca do auxílio na procura por três irmãos com as cabeças postas a prêmio. Depois, a dupla parte rumo ao sul, em busca da esposa de Django, a escrava Broomhilda Von Shaft (Kerry Washington). O repulsivo dono de Broomhilda, Leonardo DiCaprio (em um de seus melhores trabalhos), e seu fiel escravo e braço direito, Samuel L. Jackson (também espetacular), são os antagonistas dos heróis.

Fã dos faroestes filmados por cineastas como Sergio Leone, Tonino Valeri e Sergio Sollima, Tarantino havia deixado clara a sua admiração principalmente nas trilhas sonoras reaproveitadas de clássicos do gênero. Agora, as referências vão além. A mais óbvia, o nome do personagem principal, vem de ‘Django’ (1966), dirigido por Sergio Corbucci e protagonizado por Franco Nero – que faz uma participação especial no filme de Tarantino, como um interlocutor do protagonista.

Vencedor de dois Globo de Ouro – roteiro e ator coadjuvante (Waltz) – e com cinco indicações ao Oscar – filme, roteiro original, fotografia, edição de som e ator coadjuvante para Waltz –, ‘Django’ reúne os principais vícios e virtudes esperados de Tarantino.

Os personagens magnéticos, a mescla de gêneros e o texto refinado são contrapontos para a autorreferência frenética do artista. De brutalidade acentuada pelo realismo das cenas de violência e pela certeza de uma história verossímil em um passado não tão distante, tem tudo para ser mais um de seus sucessos.

Cinema

Indiana Jones em mapas

Já falei sobre o trabalho do Andrew DeGraff por aqui. Ele pega as histórias, os locais e os personagens dos filmes e transforma em mapas, com os personagens e percursos representados por linhas de diferentes cores. Tinha postado as ilustrações da trilogia clássica de Star Wars. Agora o cara bolou a mesma coisa pra Indiana Jones. Daquelas ideias que dá uma inveja imensa de não ter tido.

Demora quanto tempo pra ele resolver fazer algo do tipo com De Volta pro Futuro? Fico pensando na solução visual pras idas e vindas no tempo.