– Prêmio Grampo 2023 de Grandes HQs – Dia 9/4, às 14h30, Vitralizado + Balbúrdia (+live no canal da Ugra Press!)

O Prêmio Grampo 2023 de Grandes HQs já tem data, hora e local para acontecer. Os vencedores do prêmio e todos os títulos indicados pelos jurados serão revelados no dia 9 de abril, domingo, às 14h30, em posts compartilhados nos blogs Vitralizado e Balbúrdia e no tumblr do Prêmio. Como já virou tradição: vamos anunciar os quadrinhos que levaram os Grampos de Ouro, Prata e Bronze, assim como os rankings individuais dos 20 jurados de 2023. Na imagem acima, você confere a identidade visual do Prêmio Grampo 2023, criada pelo designer Jairo Rodrigues. Logo depois da divulgação do resultado, também…

Papo com Glenn Head, autor de Chartwell Manor: “Me recuso a deixar minhas experiências passadas me dominarem ou me silenciarem”

Chartwell Manson foi uma das minhas leituras mais impactantes de 2022. O álbum narra as vivências de seu autor, o quadrinista Glenn Head, durante a infância, no internato que dá título à obra, e seus traumas como uma das vítimas do diretor da institução, o predador sexual condenado Terence Michael Lynch. Entrevistei Head sobre o livro, publicado em português pela Comix Zone, com tradução de Érico Assis, e transformei a nossa conversa em reportagem para o jornal Folha de S.Paulo (você lê o meu texto clicando aqui). Compartilho abaixo a íntegra do meu papo com o artista. Saca só: “Foi…

Uma conversa com Vinicius Felix sobre Vitralizado – HQs e o Mundo (parte 2)

Está no ar a segunda parte da minha participação recente no podcast Telefonemas, do jornalista Vinicius Felix. Conversamos sobre Vitralizado – HQs e o Mundo, meu livro de reportagens e entrevistas publicado pela editora MMarte. Nessa sequência da entrevista (já viu a primeira parte?), o papo focou nas minhas preferências atuais em relação a quadrinhos e o reflexo desse filtro na linha editorial do livro, saca só:

Glenn Head fala sobre traumas, liberdade, Robert Crumb, Art Spielgeman e Chartwell Manson

Entrevistei o quadrinista norte-americano Glenn Head. O papo teve como foco Chartwell Manson, álbum publicado em português pela editora Comix Zone, com tradução de Érico Assis. Transformei esse papo em reportagem para o jornal Folha de S.Paulo. As 248 páginas autobiográficas do livro narram o período de Head, durante a infância, no internato que dá título à obra e suas vivências como uma das vítimas do diretor da institução, o predador sexual condenado Terence Michael Lynch. Na nossa conversa, o autor falou sobre seus traumas decorrentes do período em Chartwell, sua sensação de liberdade durante a produção da HQ e…

Papo com Alan Moore, autor de Iluminações (parte 3): “Proponho uma arte poderosa o suficiente para abalar as muralhas da cidade e popular o suficiente para encontrar o engajamento da multidão”

Entrevistei o escritor inglês Alan Moore, autor de alguns dos maiores clássicos das HQs mundiais. A nossa conversa teve como ponto de partida Iluminações, coletânea de contos do autor britânico publicada no Brasil pela editora Aleph, com tradução de Adriano Scandolara e capa de Pedro Inoue. O meu papo com Moore é conteúdo exclusivo da edição nacional de Iluminações, disponível nas melhores livrarias e no site da editora Aleph. Publico agora a terceira de três perguntas da entrevista que o pessoal da Aleph liberou para compartilhar aqui no blog (você lê a primeira clicando aqui e a segunda clicando aqui). No trecho abaixo,…