Vitralizado

Posts na categoria Sem categoria

Sem categoria

Dois anos de Vitralizado

C&H

O Vitralizado completa hoje dois anos de existência. Também está próximo dos mil posts, foram 985 até agora. Nas últimas semanas, quando notei que poderia chegar nos 1000 exatamente no dia de aniversário do blog, cogitei correr pra casar tudo. Mas deixei pra lá. Nunca fiz post corrido ou só por fazer. Não devo ser nenhuma exceção, todos os blogs me parecem ser assim, meio suicidas, mas penso um post por vez, quando o assunto interessa.

Fazer o Vitralizado é mostrar coisas legais que não tenho certeza que todo mundo viu. Tipo, “cara, olha só, isso é demais e você precisa ver por causa disso, disso e disso”. Também é minha desculpa pra falar com pessoas que admiro e um depósito de tudo aquilo que fica de fora dos meus trabalhos para jornais e revistas – e, cá entre nós, costumo curtir muito mais o que fica de fora.

Aqui falo do que gosto independentemente de alguns critérios sem pé nem cabeça que viraram leis em redações. Posso ser espontâneo, descobrir e falar a vontade sobre o que quero e da forma como prefiro. E, caramba, se tem uma coisa em falta no jornalismo por aí é espontaneidade.

Tenho ideias aos montes pro ano três do Vitralizado. Quero falar sobre vários quadrinhos, filmes e livros e conversar com mais uma galera enorme de quem sou fã. Não consigo prometer, pois penso o blog a cada dia. Hoje tem, amanhã talvez não e no dia seguinte pode ser que sim. De qualquer forma, gosto de acreditar que você ainda vai esbarrar bastante com muita coisa massa por aqui.

Eeenfim, parabéns pra gente e vida que segue. Enquanto o mundo for mágico, meu chapa, vamos explorá-lo.

Sem categoria

Capítulo novo

NovoCapítulo

Mudanças a vista por aqui. Não sei bem se o conteúdo muda, se a rotina vira outra e a frequência de posts deixa de ser a atual, só sei que a tendência é tudo ficar um pouco diferente. Aliás, as mudanças talvez sejam por excesso de “não seis”. Saí de Juiz de Fora no começo de 2009, estive em São Paulo até o final de 2013 e agora tô indo passar alguns perrengues na Europa, por tempo indeterminado. É uma sequência de mudanças decorrente de uma coleção de incertezas em um mundo cada vez mais estranho. Voei né? Mas acho que é bem essa a ideia mesmo. Enfim, no final das contas pode nem durar tanto tempo assim, mas a ideia é ficar até estar mais certo das minhas dúvidas e/ou confuso das minhas certezas. Suspeito que não tardo a dar as caras por aqui novamente, mas fica o aviso: nos próximos dias a vida do autor do blog tá em manutenção, combinado? Guenta aí que já volto.