Vitralizado

Posts na categoria Sem categoria

Cinema / HQ / Sem categoria / Séries

Vitralizado #90 – 03.2020

Ei. Cê tá bem? Protegido? São muitas informações e preocupações e um monte de gente ruim pra porra que só atrapalha. É difícil administrar isso tudo. Me pergunto constantemente sobre a lógica de um blog de quadrinhos no meio desse caos. Mas faz bem pra mim, distrai e faz pensar. E como também tô bem por conta da galera que leio, espero estar oferecendo algum escape ou porto seguro pra alguns de vocês. Sigamos!

Reúno a seguir a os principais posts do Vitralizado em março de 2020, o 90º mês de existência do blog. Segue o sumário:

*Entrevistei o quadrinista norte-americano Craig Thompson, autor de Retalhos e Habibi. O foco da conversa foi Space Dumplins, primeiro trabalho infantil do artista, publicado aqui no Brasil pela Companhia das Letras. Transformei esse papo em matéria pra Folha de São Paulo e depois compartilhei a íntegra dessa conversa por aqui;

*Também entrevistei o quadrinista Box Brown, autor de Andre The Giant e Cannabis, sobre o lançamento da edição brasileira de Tetris. Esse papo virou o foco da sexta edição da Sarjeta, minha coluna mensal sobre histórias em quadrinhos no site do Instituto Itaú Cultural. E você confere a minha entrevista completa com o autor por aqui. Ah! Peguei emprestada a arte que abre o post lá no tumblr do Box Brown;

*Aliás, na Sarjeta ainda tem uma nota sobre o adiamento do FIQ e os planos dos organizadores da Bienal de Quadrinhos de Curitiba para a edição de 2020 em meio à pandemia do coronavírus. Você também vê por lá um papo com a quadrinista Grazi Fonseca;

*Revelamos as datas dos anúncios dos vencedores e das listas do Prêmio Grampo 2020, cê viu? E aí, quais são as suas apostas? Quem leva os Grampos de Ouro, Prata e Bronze em 2020?;

*A quadrinista Cristina Daura é a autora da arte do cartaz do ELCAF 2020;

*O Chris Ware publicou um quadrinho sobre o coronavírus na New Yorker e assinou a arte da capa da edição de 6 de abril da revista;

>> Veja o que rolou no Vitralizado #89 – 02.2020;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #88 – 01. 2020;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #87 – 12.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #86 – 11.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #85 – 10.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #84 – 09.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #83 – 08.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #82 – 07.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #81 – 06.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #80 – 05.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #79 – 04.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #78 – 03.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #77 – 02.2019;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #76 – 01.2019
>> Veja o que rolou no Vitralizado #75 – 12.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #74 – 11.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #73 – 10.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #72 – 09.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #71 – 08.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #70 – 07.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #69 – 06.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #68 – 05.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #67 – 04.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #66 – 03.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #65 – 02.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #64 – 01.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #63 – 12.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #62 – 11.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #61 – 10.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #60 – 09.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #59 – 08.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #58 – 07.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #57 – 06.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #56 – 05.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #55 – 04.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #54 – 03.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #53 – 02.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #52 – 01.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #51 – 12.2016;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #50 – 11.2016;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #49 – 10.2016;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #48 – 09.2016.

Cinema / Sem categoria

Sobre o pôster de Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força

Não tem Luke e tem uma pseudo-Estrela da Morte ali no canto. O Luke estará no filme, não só por sabermos que o Mark Hamill participou das gravações, como também pelo fato do J.J. Abrams ser fiel às origens do George Lucas – apesar do próprio Lucas ter deixado de seguir alguns de seus preceitos originais. Na jornada do herói é necessário um mestre que ajude no processo de evolução do personagem. Será o Luke a pessoa responsável por conduzir Finn e Rey nesse percurso. Mesmo assim, acho que só veremos esse possível treinamento num oitavo episódio. O Luke não deve ser muito mais que um McGuffin. Da mesma forma, Kylo Renn é o testa de ferro do vilãozão dessa trilogia nova. Sei lá se o malvadão mesmo será o personagem interpretado pelo Andy Serkis, o dono da voz que ouvimos no primeiro teaser, ou o Benicio del Toro, que já confirmou presença no Episódio VIII. Talvez amanhã rolem umas pistas novas, quando o trailer sair.

Outra coisa: banco o nerd chato quando digo que Guerra nas Estrelas pra mim são três filmes lançados entre 1977 e 1983, mas realmente acredito nisso. Talvez até os próprios produtores da série também tenham passado a interpretar a coisa dessa forma. Acho que todo mundo notou que o ‘Episódio VII’ sumiu do título né? Acho que os caras querem que as pessoas não se sintam incomodadas de irem ao cinema ver o sétimo capítulo de uma série iniciada lááá no final dos anos 70. Enfim, sou purista em relação a Guerra nas Estrelas hehe Por melhor que seja esse filme, pra mim será sempre a fanfic do J.J. Abrams.

Sem categoria

Os 10 melhores quadrinhos de 2014, segundo a Salon

Depois da Amazon e da Publishers Weekly, é a vez da Salon publicar sua lista de melhores hqs de 2014. A unanimidade entre as três listas é Beautiful Darkness, de Fabien Vehlmann e Kerascoët, publicado pela Drawn and Quarterly nos Estados Unidos. Segue a seleção completa – a explicação pra escolha de cada obra você vê aqui (valeu pelo link, Paulo Floro!):

-Beautiful Darkness, de Fabien Vehlmann e Kerascoët;
-Climate Changed: A Personal Journey through the Science, de Philippe Squarzoni;
-Here, de Richard McGuire;
-Kill My Mother, de Jules Feiffer;
-The Motherless Oven Paperback, de Rob Davis;
-Nobrow 9: It’s Oh So Quiet, editada por Alex Spiro e Sam Arthur;
-Over Easy, de Mimi Pond;
-The Shadow Hero, de Gene Luen Yang e Sonny Liew;
-Shoplifter, de Michael Cho;
-Through the Woods Hardcover, de Emily Carroll.