Vitralizado

Posts com a tag Janaína de Luna Larsen

HQ

(Quase) Toda a Mino na Geek

Cara, se estiver em São Paulo na 5ª (16/6) a noite, apareça lá na Geek no Conjunto Nacional. O pessoal da editora Mino organizou um bate-papo com vários de seus autores e me chamou pra mediar essa conversa. O encontro tá marcado pra começar às 19h30. Saca a galera que vai estar por lá: Shiko (Lavagem), Alcimar Frazão (O Diabo e Eu), L.M. Melite (Dupin), Diego Sanchez (Quadrinhos Insones), Felipe Nunes (Dodô), Pedro Cobiaco (Aventuras na Ilha do Tesouro) e Janaína de Luna e Lauro Larsen – os editores da Mino. Certeza de papo bom. A bela arte do cartaz aqui em cima ficou por conta do Pedro Cobiaco. Vamos?

HQ

A terceira aula do curso Os Ciclos Produtivos das HQs Brasileiras

Prevista pra durar entre 10h e 12h de sábado (4/6), a terceira aula do curso Os Ciclos Produtivos das HQs Brasileiras foi até 13h. Ao longo dessas três horas, rolou um papo interessante pra caramba sobre edição com a presença de Luciana Foraciepe (Maria Nanquim), Zé Rodolfo (Gato Preto) e Janaína de Luna Larsen (Mino). A linha editorial muito bem definida dos três em seus respectivos empreendimentos foi o que me levou a convidar cada um deles a participar desse terceiro encontro.

Criadora da fanpage Maria Nanquim em 2012, a Luciana é responsável por popularizar na internet brasileira o trabalho de alguns dos maiores quadrinistas nacionais e estrangeiros da atualidade. O Ricardo Coimbra por exemplo, ganhou uma imensa audiência via Maria Nanquim e posteriormente foi impresso na Xula e na coletânea Vida de Prástico da Gato Preto. O mesmo pode ser dito de Juan Cornellà, um dos autores mais polêmicos e curtidos do Facebook que acabou sendo publicado por aqui recentemente pela Mino. Outro exemplo é o Bruno Maron, autor da série Dinâmica de Bruto que ganhou uma coletânea impressa pela Maria Nanquim como editora no início de 2015.

Um dos responsáveis pela curadoria da Gato Preto, o Zé Rodolfo construiu um catálogo curto mas imponente, coerente com seu passado em zines e contando com autores como Rafa Campos Rocha, Guzaelli e o já citado Coimbra. Já a Janaína da Mino é um dos grandes cases recentes dos quadrinhos nacionais, com 14 títulos publicados em um intervalo de menos de dois anos e só aposta certa.

Dá uma sacada no resumo feito pelo Massao do que rolou na aula (e também recomendo uma investida na página do Coletivo EntreLinhas pra vocês conhecerem outros projetos dele em facilitação gráfica):

ResumoAula3Massao

Passada a primeira aula com uma apresentação minha fazendo um panorama da cena brasileira de HQs, depois com um papo ótimo com Wagner Willian e Pedro Cobiaco falando sobre o papel do autor nesse ciclo produtivo de um gibi, o encontro mais recente aprofundou ainda mais essa conversa toda. Próxima aula conta com a presença do Douglas Utescher, da própria Ugra, pra falarmos um pouco mais sobre vendas e negócios relacionados a quadrinhos. Certeza que vai ser massa.

CiclosAula3A