## Retrospectiva Vitralizado 2016 ## A Gigantesca Barba do Mal (Nemo), por Stephen Collins

A Gigantesca Barba do Mal é outro projeto que ganha um peso imenso ao ser lançado exatamente agora no Brasil. Dialoga intensamente com o período de tensões ideológicas e conservadorismo político crescente predominante no país e no mundo. Uma pena o livro ter perdido um pouco de suas proporções grandiosas na edição nacional, mas vale ressaltar o trabalho primoroso da Nemo com o letreiramento da obra. Reli dia desses e gostei ainda mais.

Papo com Stephen Collins, o autor de A Gigantesca Barba do Mal: “As pessoas buscam cada vez mais descartar tudo aquilo que está distante delas”

Bati um longo papo por email com o Stephen Collins, autor de A Gigantesca Barba do Mal, recém-lançado pela Nemo no Brasil. O quadrinista britânico é dono de uma série semanal no Guardian e o álbum publicado em português é sua primeira investida em um projeto longo. Como já falei por aqui antes, recomendo a matéria que produzi pro UOL a partir do nosso papo, em que detalho mais sobre a carreira e algumas das influências e inspirações do autor. Depois disso, volta pra cá e leia a íntegra da nossa conversa. Mais uma vez, papo bem massa. Saca só:…

Stephen Collins e o medo do diferente em A Gigantesca Barba do Mal

O Stephen Collins é autor do excelente A Gigantesca Barba do Mal, recém-lançado no Brasil pela Nemo. Fiz uma longa entrevista com o quadrinista e nosso papo virou matéria no UOL. Já havia gostado bastante do álbum quando ele foi lançado, em 2013, mas a passagem do tempo deixou a obra ainda melhor. A nossa realidade de Trump-Temer-Brexit-Bolsonaros-e outras assombrações do tipo deixou o quadrinho ainda mais necessário. Conversei com Collins sobre a origem do projeto, o diálogo da fábula presente no livro com o mundo atual, as técnicas utilizadas por ele na produção do quadrinho e também sobre seus…

Patience, A Gigantesca Barba do Mal e Desconstruindo Una: a Nemo promete três grandes lançamentos para breve

Tenho visto certo consenso em relação a uma suposta calmaria de lançamentos de quadrinhos estrangeiros por aqui em 2016. Há poucos meses fiz um balanço e listei como destaques o relançamento de Sopa de Lágrimas, a coletânea de Vida no Inferno, a publicação de Sheraz-De do Sérgio Toppi, o segundo volume de Uma Vida Chinesa e a continuação de Um Árabe do Futuro. Desde então ainda foram lançados o Reportagens do Joe Sacco e o incrível Sendero Luminoso. Para outubro a Companhia das Letras prometeu o Seconds do Bryan Lee O’Malley (Repeteco por aqui) e a Veneta anunciou há pouco o…