Vitralizado

high quality https://www.iapac.to/ with swiss movement.

Posts por data dezembro 2015

HQ

“Hola Roma”: os conselhos de Liniers para sua afilhada recém-nascida

O título do post é autoexplicativo: afilhada do Liniers, Roma nasceu no início de dezembro. O quadrinista argentino ainda não teve a oportunidade de conhecer o bebê, mas produziu uma série nos últimos dias com alguns conselhos que a garotinha deve levar por toda a vida. Lindo demais. Após publicar as tiras na semana passada, ele reuniu tudo nesse painelzão aqui em cima e reproduziu no Facebook junto com o texto seguir:

“Cuando era chico mi abuelo (que tambien era mi padrino) me dio una carta con algunos consejos para la vida que perdí allá lejos, en el bosque de la infancia. No recuerdo nada de lo que decía. Una lástima.

Hace un poco más de un mes, nació en San Francisco mi ahijada, Roma. Como todavía no pude ir a conocerla decidí escribirle una carta que publiqué en Macanudo. Mi regalo de navidad para ella. Esperemos que no se pierda. Saludos y felices fiestas.”

Tradução:

“Quando era pequeno, meu avô (que também era meu padrinho) me deu uma carta com alguns conselhos para a vida que acabei perdendo lá atrás, nos bosques da infância. Não lembro de nada que dizia. Uma pena.

Faz pouco mais de um mês, nasceu em São Francisco minha afilhada, Roma. Como ainda não pude ir conhecê-la, decidi escrever uma carta que publiquei em Macnudo. É meu presente de Natal para ela. Espero que ela não perca. Saudações e boas festas.”

Cinema / HQ / Séries

## Retrospectiva Vitralizado 2015 ##

Oi.

Cara, então é isso, né? Acho que já dá pra começar um balanço de 2015 por aqui. O Vitralizado completou três anos de existência em outubro e a data me fez pensar um monte sobre o rumo que o blog tomou. Com o fim do saudoso OEsquema em maio, o site acabou ganhando casa própria e logo depois um tapa no visual. Mesmo assim, as grandes transformações nem foram estéticas, mas mais relacionadas ao conteúdo. Dei continuidade a um esforço iniciado em 2014 de trazer cada vez mais conteúdo exclusivo pra cá, mesmo que isso resultasse em menos posts. Ainda publico todos os extras dos ‘trabalhos-que-pagam-as-contas‘, mas sempre intercalando com material que você só vai encontrar no blog.

Entrevistei a vencedora do prêmio Eisner de Melhor Graphic Novel 2015, Mariko Tamaki, na semana em que ela levou o troféu pra casa. Também conversei com a vencedora do Eisner em 2013, Rutu Modan, assim que A Propriedade ganhou uma edição em português. De fora ainda bati um papo com Liniers, Scott McCloud, Jeffrey Brown, Paul Gravett, Antoin Ozanan e Andy Poyiadgi. De quadrinistas brasileiros entrevistei Wagner Willian, Pedro Cobiaco, L.M. Melite, Mike Deodato, Thiago Souto, o pessoal do Guia Culinário do Falido, Felipe Nunes, Marco Oliveira, Shiko, Felipe Portugal, Diego Sanchez, Lelis, Bruno Maron, Diego Gerlach, Luciano Salles, Murilo Martins, Artur Fujita, Rafael Coutinho, Luiz Berger e Breno Ferreira. Ainda inventei algumas modas que curti muito, como a contribuição de algumas mulheres no projeto #AgoraÉQueSãoElas e três making-ofs que ficaram ainda mais legais que a encomenda. E ainda teve um monte de matéria. Ufa.

Não tinha nada disso nos planos quando o ano começou e mesmo assim não falei nem com metade das pessoas com quem gostaria de ter conversado. No início do ano, por questões de trabalho, meu plano era ter uma outra entrevista, só de vez em quando, como sempre aconteceu. As coisas fugiram um pouco de controle. Não prometo nada pra 2016, seguirei com um post atrás do outro, vendo o que rola. Até lá, você fica em breve com uma retrospectiva de 2015, lembrando em textos curtos de uns fatos marcantes e de algumas boas obras lançadas nos últimos 12 meses, entre filmes, séries e quadrinhos. Papo rápido, só pra registrar algumas coisas que não queria deixar passar.

Inté!

HQ

Liber Paz e os dois momentos da produção de Dias Interessantes

O quadrinista Liber Paz lançou sua segunda HQ impressa na mais recente edição do FIQ. De acordo com o autor, Dias Interessantes é “uma história em quadrinhos sobre boas intenções, escolhas difíceis e aquelas coisinhas intangíveis que chacoalham as nossas almas”. Com um belo roteiro, designs de páginas muito bem pensados e ótimos diálogos, a HQ conta a história de um casal às vésperas de um término inevitável surpreendido com uma gravidez inesperada.

Dois anos após chamar atenção por sua estreia em As Coisas que Cecília Fez, Paz produziu uma HQ madura, cheia de referências a cultura pop, na qual ele investe em possibilidades de paginação e texto pouco exploradas em gibis nacionais. Recomendo fortemente a leitura da resenha de Dias Interessantes feita pelo Paulo Cecconi no Blog da Itiban.

Pedi para o quadrinista fazer uma espécie de making-of de Dias Interessantes. O resultado foi um relato curioso e detalhado sobre os dois principais momentos da produção da obra. O texto a seguir é assinado por Liber Paz:

Continue reading

Cinema

Everybody Wants Some, por Richard Linklater

Só pra não deixar passar passar, porque não é todo dia que dá as caras um pôster novo de filme do Richard Linklater, né não? Como já explicou o diretor, Everybody Wants Some é uma espécie de sequência espiritual de Dazed and Confused. Vamovê como funciona isso aí. Lançamento tá marcado pra abril do ano que vem. Atualizado, dia 22/12: daí que saiu o trailer do filme, olha aí:

Entrevistas / HQ

Papo com Diego Gerlach, o responsável pela Vibe Tronxa Comix

Em 2015 Diego Gerlach lançou O Bonde Transmutóide. Ficção científica que mistura HQ com literatura de cordel, a obra é o mais recente título publicado pelo selo/editora Vibe Tronxa Comix e é assinada por Gerlach junto com Everton Luiz Cidade. Em 2012, ao inaugurar a Vibe Tronxa, Gerlach explicou sua iniciativa no Facebook: “A Vibe Tronxa tem a ambição de se firmar como um selo confiável para quadrinhos autorais feitos com empenho e duas ou três colheres de excentricidade. Se você está cansado de browsear as bancas em busca de histórias em quadrinhos MUITO LOUCAS, seus problemas acabaram”. Desde então ele publicou vários zines e quadrinhos, todos com a mesma pegada pós-apocalíptica/distópica/surtada do título mais recente.

O 2015 do quadrinista também será lembrado por suas quatro colaboração no Nébula, todas na mesma linha de seus trabalhos impressos, mas ainda mais explícitos em termos políticos. Milhões Agora Vivendo Jamais Morrerão foi inclusive selecionado para a coletânea O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015. Ambientada em Brasília no ano 2158, a HQ mostra uma conspiração política com ares de Futurama, mas protagonizada por políticos brasileiros.

Bati um papo por email com Gerlach. Ele falou sobre os diferentes formatos de suas publicações, as origens e inspirações do Bonde Transmutóide, a formação de seu estilo, seus trabalhos publicados no Nébula e a HQ presente no Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015. Conversa bem massa. Saca só:

Continue reading