Vitralizado

Posts com a tag Xkcd e o tempo

HQ / Retrospectiva 2013

Retrospectiva Vitralizado 2013 – Xkcd e o Tempo

Cobri ao longo de quatro meses e dez posts o experimento mais legal com linguagem de quadrinhos em 2013. Entre os dias 25 de março e 28 de julho o quadrinista norte-americano Randall Munroe atualizou em intervalos irregulares de aproximadamente 30 minutos um painel de sua webcomic Xkcd intitulado Tempo. No final das contas, criaram gifs e vídeos que reproduzem a história na íntegra, mas foi legal pra caramba acompanhar cada atualização. Era impossível estar atento a cada novo frame atualizado, mas foi como montar um quebra-cabeça. No final das contas foi tudo diferente do que imaginei, mesmo ficando de olho em cada detalhe. Demais.

-Mais sobre Xkcd e o Tempo no Vitralizado: Xkcd e o Tempo.

Animação / HQ

Xkcd e o tempo #10

A Wired conversou com o Randall Munroe sobre o post Tempo lá no Xkcd. Daí que várias explicações surgiram, depois de mais de quatro meses de atualizações e quase 4000 frames. O quadrinho é ambientado 11 mil anos no futuro, no Mar Mediterrâneo sem água graças a atividades tectônicas. A matéria completa tá aqui. Segue o vídeo de 40 minutos com o quadrinho animado e também reproduzo alguns trechos da entrevista com o Munroe mais abaixo.

“In my comic, our civilization is long gone. Every civilization with written records has existed for less than 5,000 years; it seems optimistic to hope that the current one will last for 10,000 more,” Munroe told WIRED. “And as astronomer Fred Hoyle has pointed out, since we’ve stripped away the easily-accessed fossil fuels, whatever civilization comes along next won’t be able to jump-start an industrial revolution the way we did.”

The comic also teeters on the cusp of another ancient (but potentially futuristic) occurrence: the moment when the ocean flooded back into the basin and refilled the Mediterranean Sea, a catastrophic event known as the Zanclean flood. Munroe described the deluge as “100,000 times the size of Niagara Falls. It’s only hinted at in the comic, but for geology geeks out there, the trigger was probably an expanded El Arraiche ‘mud volcano’ outflow. Humans most likely helped it along–a Gibraltar Dam is a project that would appeal to engineers anywhere.”

Geographically, the comic takes place in the part of the basin between Africa and Europe, so Munroe researched and illustrated very specific plants and wildlife to offer readers hints about the location. “I got suggestions from botanists and herpetologists, and I had a file with details on every species the characters encountered or talked about, like dwarf palms, juniper trees, horned vipers, and sand boas.”

“The Earth’s axis wobbles over the millennia, and some individual stars move visibly, so I used a few different pieces of astronomy software–with a lot of hand correction and tweaking–to render the future night sky,” said Munroe. He also consulted with astronomer and science blogger Phil Plait and learned that while most visible stars would still be around 11,000 years in the future, the red supergiant star Antares could go supernova and vanish from the starfield.

“When the Sun sets in the night sequence, one of the first things you see is the gap where Antares should be, which was the first clue that this is taking place in the far future,” said Munroe. “Later in the night–which lasted for several days of real time–more astronomical details let readers pin down the date more precisely.”

Even now, some mysteries remain. With the help of a linguist, Munroe invented a language and orthography (dubbed “Beanish” by readers) for one of the foreign cultures his characters encounter, which he wanted to be “as different from [English] as our language is from Linear A or Linear B,” the still undeciphered writing systems of ancient Crete. His abstruse approach worked; despite the efforts of “Time” superfans, no one has been able to decode the language, which Munroe finds fitting since “we haven’t cracked Linear A, either!”

Still, Munroe says that artifacts of the sprawling world he created in the space of a single panel might someday make their way into his other work: “Maybe I’ll find a way to sneak a bit more of the language into another xkcd comic.”

O resto tá aqui.

HQ

Xkcd e o tempo #9

O quadro aí de cima é o número 3094 do post Tempo do Xkcd. A brincadeira foi atualizada mais cinco vezes e depois parou. Ao passar o cursor na imagem, a legenda deixou de ser Wait for It e passou a ser The End. O Randal Munroe já tinha brincado com um possível fim da história (que começou lá em março!), mas ela seguiu em frente após alguns minutos. Sei lá, parece que dessa vez acabou, mas não ouso cravar. Vale ficar de olho. Talvez nos próximos dias eu faça uma retrospectiva dessa brincadeira toda, mas clicando aqui você consegue ver a história inteira com detalhes. Tenha terminado ou não, tá no meu Top 3 Xkcd, junto com Click and Drag e Movie Narrative Charts.

Animação / HQ

Xkcd e o tempo #8

A imagem aí de cima é de uma das atualizações mais recentes do post Tempo, do Xkcd. Daí que entrei de férias, passei 30 dias sem aparecer por aqui, voltei semana passada e segue a jornada dos dois protagonistas do quadrinho infinito do Randall Munroe. Nesse meio tempo, até com estrangeiros os dois já esbarraram (saca mais abaixo). Agora já era: eu entro no computador e a primeira coisa que confiro é o desenrolar da história. Hoje de manhã rolou um pequeno acidente.

HQ

Xkcd e o tempo #6

Apesar de ter suspeitado do fim da tira Tempo do Xkcd, tinha falado também que valia a pena continuar acessando a página pra ver se algo ainda acontecia. Aí que o castelo de areia sumiu e fomos levados pra um outro cenário, aparentemente outra parte da praia, com os dois protagonistas caminhando. Já são 37 dias e não sei até quando dura a brincadeira do Randall Munroe, mas acho que dá pra voltar a investir na minha teoria do quadrinho infinito hein? Pode ser que esse quadrinho nunca tenha um final, sendo atualizado enquanto o site existir.