2015: o ano em que a Marvel pensou em diversidade e representatividade

O pessoal do Uol me pediu uma matéria falando sobre os esforços da Marvel em 2015 pra se tornar uma editora com maior diversidade e representatividade. Conversei com a Aninha Costa da Gibiteria, a Dandara Palankof, o roteirista Jamal Singh e o Marcelo Maiolo pra escrever sobre essas mudanças. O papo foi bem legal, a conclusão é que ainda há muito a ser feito, mas o fato do Hulk ser coreano, a Thor ser uma mulher e o Capitão América ter um alter-ego negro são evidências explícitas do começo de uma transformação não só inevitável como necessária. Ó o meu texto aqui.

Ramon Vitral
Ramon Vitral

Mini bio. Meu nome é Ramon Vitral, sou jornalista e nasci em Juiz de Fora (MG). Trabalhei no jornal O Estado de S. Paulo e depois passei um tempo em Londres escrevendo para Estadão, Folha de S.Paulo, O Globo e revista Galileu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *