Sarjeta #1: É fundamental o surgimento de espaços com linhas editoriais mais diversificadas e críticas, mais coerentes com a diversidade e a criatividade das HQ nacionais

Está no ar a primeira edição da Sarjeta, a minha coluna mensal sobre quadrinhos no site do Instituto Itaú Cultural. Recebi o convite para escrever a coluna há pouco mais de um mês e minha intenção é utilizar esse espaço para chamar atenção para tudo aquilo que foge às vias oficiais e mais frequentadas em termos de quadrinhos no Brasil.

No texto de estreia eu falo um pouco sobre as minhas observações relacionadas à infantilização crescente nos debates relacionados a histórias em quadrinhos no Brasil. E ressalto a importância do surgimento de espaços com linhas editoriais mais diversificadas e críticas, minimamente coerentes com a diversidade e a criatividade das HQ nacionais.

De quebra, ainda bato um papo rápido com Cecilia Silveira, quadrinista e editora do selo Sapata Press. Você lê a primeira Sarjeta clicando no link a seguir: Sarjeta #1: A vanguarda dos quadrinhos nacionais está fora do radar do grande público.

(crédito da foto: Divulgação/Cássia Guerra)

6 comentários

  1. Me alegra muito saber que seus textos serão frequentes em um espaço “fora da bolha” (espero que me entenda). Ansiosa pra ver os frutos disto…. Quantas pessoas novas chegarão a boas recomendações através de você, neste novo espaço.

    Eu sigo acompanhando por aqui, por aí…

    Abraços!

  2. Que massa, parabéns, Ramon! Gostei muito da primeira coluna, além de conhecer alguns blogs que estavam fora de meu radar.

    Curiosamente tive vontade de fazer algo similar (sem nenhuma grande pretensão, hahaha) em meu blog sobre quadrinhos e cinema.

    Viva os marginalizados, hehehe (espero que saiam um pouco dessa posição com essas iniciativas).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *