Vitralizado

Posts com a tag Chris Ware

HQ

Bedtime, por Chris Ware

O quadrinista Chris Ware é o autor da arte da capa do próxima número da revista New Yorker, a edição anual sobre saúda da publicação, não coincidentemente lançada em meio à pandemia do coronavírus. O autor de Jimmy Corrigan e Building Stories conta no site da revista como uma conversa com a filha de 15 anos serviu de inspiração para a criação da arte, batizada por ele de Bedtime.

“Como tática de procrastinação, às vezes pergunto para a minha filha de quinze anos sobre o que a tira ou desenho em que estou trabalhando deveria ser – não apenas porque isso me afasta da minha mesa de trabalho, mas porque, como a maioria das crianças da geração dela, ela presta atenção ao mundo. Então, enquanto desenhava a capa desta edição de saúde, fiz a pergunta”.

“‘Faça com que seja sobre como a maioria dos médicos tem filhos e famílias’, disse ela”, conta o quadrinista em seu relato à editora Françoise Mouly. Recomendo uma ida ao site da New Yorker para saber o resto dessa história. Vem cá. Aliás, chegou a ver o quadrinho assinado pelo Chris Ware pra New Yorker tratando do coronavírus? Recomendo também.

HQ

Coronavírus, por Chris Ware

Viu esse quadrinho aqui em cima que o Chris Ware publicou na New Yorker? O Érico Assis que me mandou o link e chamou atenção: é o autor de Jimmy Corrigan e Building Stories numa vibe vidaloka, sem compasso e sem régua, como raramente se vê por aí.

O quadrinho mostra o Chris Ware vendo um suposto lado bom da pandemia (o fim de atividades esportivas), celebrando seu autoisolamento, lembrando dos desgosto de Charles M. Schulz e Robert Crumb por convívio social e dando algumas dicas para viver em quarentena.

HQ

MOCCA Arts Festival, por Chris Ware

Os organizadores do MOCCA Arts Festival, em Nova York, acabaram de divulgar essa arte aqui em cima, o cartaz do Chris Ware para a edição de 2020 do festival. O autor de Jimmy Corrigan, Building Stories e Rusty Brown estará entre os convidados da próxima edição evento ao lado de Patrick McDonnell, Trina Robbins, Jillian Tamaki e Ronald Wimberly.

O MOCCA Arts Festival 2020 está marcado para rolar nos dias 4 e 5 de abril, na casa de eventos Metropolitan West, em Nova York. Você confere outras informações sobre o evento clicando aqui.

Enquanto isso, lembrando, Rusty Brown – Volume 1 tá prometido para 2020 aqui no Brasil pela Companhia das Letras. Você ficou sabendo desse lançamento aqui no blog. E clicando aqui você lê a entrevista que fiz com o quadrinista em 2013.

HQ

O mundo segundo Chris Ware

Você já deve ter visto esse por aí, mas fica aqui o registro de mais um trabalho do quadrinista Chris Ware. Dessa vez ele assina a capa da 89ª edição da Review, suplemento literário do jornal inglês The Guardian, com o título O Mundo Segundo Chris Ware. A publicação conta com uma entrevista com o autor e uma resenha de Rusty Browntrabalho mais recente do artista e com promessa de lançamento para 2020 no Brasil, pela Companhia das Letras. Você lê isso tudo clicando aqui.

E aproveito pra lembrar de dois podcasts recentes estrelados pelo Chris Ware que linkei por aqui: o The Virtual Memories Show, do apresentador Gil Roth, e o Design Matters, apresentado pela Debbie Millman.

HQ

Chris Ware fala sobre memória, passagem do tempo, empatia e os 18 anos de produção de Rusty Brown. Ouça!

Já comentei por aqui como o The Virtual Memories Show é um dos meus podcasts preferidos. Em maio linkei as entrevistas do apresentador Gil Roth com os quadrinistas Seth e Nina Bunjevac, tá lembrado? Aí que o entrevistado da nova edição do programa é o Chris Ware, autor de Jimmy Corrigan e Building Stories, falando principalmente sobre o recém-lançado Rusty Browncom a edição brasileira prometida pra 2020 pela Companhia das Letras.

Comecei a ouvir o papo, precisei dar uma parada e ainda vou separar um tempo livre pra investir na íntegra dessa conversa, mas já compartilho aqui com vocês. No pouco que escutei ouvi o Chris Ware falando sobre alguns de seus temas preferidos, como a relação entre quadrinhos e memória e a expressão da passagem do tempo na linguagem sequencial, além de histórias de bastidores sobre os 18 anos de produção de Rusty Brown. Dá o play:

HQ

Lambiek Avontur Strip, por Chris Ware

Acho que já contei essa história por aqui, mas nunca havia reproduzido o quadrinho na íntegra, então vamos lá: o quadrinista Chris Ware ainda era um artista em início de carreira em 1996 quando foi chamado para fazer uma exposição de seus originais na Lambiek, a loja de quadrinhos mais antiga da Europa, em Amsterdã.

Dois anos depois, em 1998, pra celebrar o aniversário de 30 anos da loja, o autor de Jimmy Corrigan e Building Stories produziu um gibizinho de 12 páginas e do tamanho de um dedão, que reproduzo na íntegra aqui no blog – depois de encontrá-lo por aqui. O quadrinho acabou virando o cartão de visita da Lambiek e costumava ser enviado de graça nas compras feitas no site da loja. Mas na página da Lambiek há um relato da HQ sendo vendida por US$ 50 dólares na Ebay.

Os donos da Lambiek fazem novas tiragens do quadrinho a cada cinco anos e aí atualizam o número ali no topo da capa. Enquanto a edição aqui reproduzida é original da celebração dos 30 anos da loja, a edição do responsável pelo perfil Collecting Chris Ware vem com o número 40, sendo provavelmente de 2008. Enfim, boa leitura!

Lambiek Avontur Strip, HQ produzida por Chris Ware para a loja holandesa Lambiek
Lambiek Avontur Strip, HQ produzida por Chris Ware para a loja holandesa Lambiek
Lambiek Avontur Strip, HQ produzida por Chris Ware para a loja holandesa Lambiek
Lambiek Avontur Strip, HQ produzida por Chris Ware para a loja holandesa Lambiek
Lambiek Avontur Strip, HQ produzida por Chris Ware para a loja holandesa Lambiek
Lambiek Avontur Strip, HQ produzida por Chris Ware para a loja holandesa Lambiek
Lambiek Avontur Strip, HQ produzida por Chris Ware para a loja holandesa Lambiek