Vitralizado

HQ

Casa dividida, por Chris Ware

O quadrinista Chris Ware assina a arte da capa da edição de 4 de julho de 2022 da revista New Yorker. A arte faz referência ao Dia da Independência dos Estados Unidos e chama atenção para a divisão política do país. O autor de Jimmy Corrigan e Rusty Brown batizou seu trabalho de House divided (Casa dividida). Daí que esse seria só mais um post do Vitralizado noticiando um trabalho do Chris Ware, mas a história dessa capa não acaba aí.

A New Yorker divulga suas capas junto com uma entrevista curta com os autores responsáveis pela arte. Na conversa com o Chris Ware ele diz que teve a ideia da ilustração ao lembrar de seu período vivendo em Oak Park, no Illinois, na época das eleições presidenciais entre Barack Obama e John McCain. Uma casa geminada da vizinhança tinha cartazes do candidato democrata de um lado e do republicano no outro. Na mesma entrevista o quadrinista também compartilhou um desenho de seu diário para falar sobre suas observações da árvore em frente ao estúdio dele que ajudaram nessa arte mais recente, ó:

Arte do diário de Chris Ware publicada no site da revista New Yorker

Pouco depois da divulgação da capa do Chris Ware, a ilustradora Julia Rothman, também colaboradora da New Yorker, compartilhou no Instagram um trabalho oferecido por ela para a revista em 2020, com o mesmo conceito e várias semelhanças com a arte de Ware (mas ainda melhor, acho).

Ela escreveu na legenda do post: “Às vezes dois artistas fazem ilustrações muito parecidas e uma é publicada na capa e outra não. E é uma droga quando é você que acaba de fora. (Na primeira foto: meu teste de 2020, segunda foto: a capa do Chris Ware essa semana). Ah puxa”. Você confere o post da Julia Rothman clicando aqui.

O post de Julia Rothman apontando a semelhança entre os trabalhos dela e de Chris Ware

Enfim, também não é que a ideia é das mais originais. Só chama atenção por serem conceitos extremamente parecidos. No Twitter, uma pessoa ainda lembrou do trabalho aqui embaixo, do espanhol Sergio García Sánchez, também colaborador frequente da New Yorker. Sanchéz respondeu ao post contando que a arte foi proposta por ele para a revista em 2021, mas também acabou sendo recusada. Como escreveram no Twitter, poderia ser o interior das casas retratadas por Ware, saca só:

A arte proposta por Sergio García Sánchez para a New Yorker em 2021

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: