Vitralizado

Posts com a tag Daniel Clowes

HQ

The Velvet Hammer Burlesque no El Rey Theater, por Daniel Clowes

Já viu essa arte aqui em cima? Esbarrei com ela dia desses nos tumblr da vida. Trabalho do Daniel Clowes pra um show da trupe norte-americana neoburlesca de teatro e dança The Velvet Hammer Burlesque no El Rey Theater, em Los Angeles. Não encontrei a data exata da apresentação, mas aqui diz que é do início dos anos 90 – apesar do autor de Ghost World e Paciência ter datado a arte ali no cantinho, do lado da assinatura dele, com o ano de 1959.

HQ

Ghost World, por Adrian Tomine

Já esbarrou com essa página aqui em cima por aí? Se trata de mais uma prévia de The Loneliness of the Long-Distance Cartoonist, próximo álbum do Adrian Tomine, com lançamento previsto nos Estados Unidos para o primeiro semestre do ano que vem. No caso, a página em questão mostra o Tomine em uma sessão de autógrafos no Japão, em 2003, na qual ele é confundido com o Daniel Clowes, autor do clássico Ghost World.

Eu já tinha compartilhado algumas outras páginas da HQ por aqui, cê chegou a ver? Aos poucos começo a sacar que o livro se trata de uma espécie de coletânea de causos e experiências do autor da série Optic Nerve ao longo de sua carreira como quadrinista. Quero muito essa HQ. Aproveito a deixa pra perguntar: já leu a minha entrevista com o Adrian Tomine?

HQ

Meltdown Comics, por Daniel Clowes

Mais um daqueles posts só pra deixar o blog mais bonito com arte de gente foda. Pra quem não sabe: A Meltdown Comics foi uma das lojas de quadrinhos mais lendárias dos Estados Unidos, tendo funcionado por 25 anos em Los Angeles e fechado as portas em março do ano passado. O logo da loja, assim como o mascote da comic shop, eram criações do quadrinista Daniel Clowes, autor de Ghost World e Paciência.

Achei essa imagem aqui em cima, um cartaz produzido pro evento de lançamento do livro The Art of Daniel Clowes: Modern Cartoonist, no tumblr da Stinckers!, empresa que produzia adesivos e stickers pra Meltdown. No mesmo post você encontra outras fotos e imagens dessas artes. Demais.

Arte de Daniel Clowes para a comic shop Meltdown Comics, de Los Angeles
HQ

Wanderlust, por Daniel Clowes

Tava dando um passeio ali no Tumblr e esbarrei com esses trabalhos aqui do Daniel Clowes. Esse primeiro aqui em cima é um pôster assinado por ele para a inauguração da boate/casa de show parisiense Wanderlust em junho de 2012. Lá no blog do quadrinista consta que ele ainda criou o logo, bolachas e designs de caixas de pizza. Outra curiosidade: os sócios da Wanderlust também são donos do Club Silencio, boate também em Paris inspirada na filmografia do David Lynch.

Bem massa, mas não tão inesperado quanto as latinhas de OK Soda com design e ilustração do autor de Ghost World em parceria com o Charles Burns. Saca esses outros cartazes/flyers também assinados pelo Clowes pra inauguração da Wanderlust:

HQ

Steve Ditko, por Daniel Clowes

Já viu essas duas páginas que a conta oficial do Daniel Clowes acabou de compartilhar no Twitter? Segundo os administradores do perfil, são dois rascunhos produzidos pelo quadrinista celebrando os 90 anos do Steve Ditko (1927-2018) para uma edição de 2017 da revista New Yorker. O tuíte explica que as páginas acabaram sendo recusadas pelos editores da publicação. Elas só acabaram sendo compartilhadas agora, cerca de três dias após o anúncio da morte do cocriador do Homem-Aranha e do Dr. Estranho.

O mais legal é ver a postura de idolatria do Clowes em relação ao Ditko, o chamando de “maior artista de quadrinhos vivo da América”. O autor de Ghost World conta inclusive ter batido na porta do quadrinista no final dos anos 70, mas para os spoilers por aqui e deixo pra sua leitura o final da história. Ó que demais:

HQ

Daniel Clowes, por Woody Harrelson

Taí um título ligeiramente clickbait do Vitralizado… O vídeo mais abaixo não é uma produção do Woody Harrelson, mas só narrado por ele. Trata-se de um belo trabalho do pessoal do Great Big Story contando um pouco da vida e dos feitos do quadrinista Daniel Clowes. No caso, sim, a narração é do Woody Harrelson, intérprete de Wilson na adaptação para o cinema da HQ homônima de autoria de Clowes, o que dá todo um charme pra coisa, né? Enfim, bem bom. Dá o play: